Faraco de Azevedo Preparado Para o Processo Eletrônico

 

O processo eletrônico é uma realidade na Justiça Federal há mais de dois anos e caminha a passos largos na Justiça do Trabalho. Esta mudança está impondo alterações significativas na vida dos escritórios de advocacia, incluindo a infraestrutura de internet. No processo eletrônico todos os documentos são enviados via internet, o que dificulta o tráfego em bandas convencionais.  Para atender essa necessidade o escritório Faraco de Azevedo contratou um IP Corporativo, com velocidade 100% dedicada. Guilherme Osório, sócio responsável pela implantação da tecnologia esclarece a importância da internet dedicada; “Os serviços convencionais oferecem uma grande capacidade de downloud e baixa capacidade de uploud, já que a maioria dos usuários tem por hábito baixar arquivos da internet ou consumir conteúdo, como o acesso a filmes e músicas. Nosso problema é que precisamos enviar para os servidores do Poder Judiciário um elevado número de documentos, respeitando prazos. Não podemos ficar reféns de queda na comunicação, falta de luz ou sobrecarga no tráfego. Com o IP dedicado conseguimos uma alta capacidade de entrega, com estabilidade de sinal e velocidade superior às redes ligadas das operadoras tradicionais. O custo é alto, mas temos a segurança e tranquilidade de oferecer aos nossos clientes o que há de mais moderno em termos de tecnologia para acesso ao Processo Eletrônico”.